Vem Divino, com Maria, cuidar da nossa paróquia.

Esse é o tema de nossa festa!

0
260

Este ano, somos convidados a pedir o Pentecostes do Espírito Santo, pedir a sua vinda sobre nós. Nunca se precisou tanto da presença consoladora, defensora e intercessora do nosso padroeiro. Nestes tempos difíceis, em que a esperança nos falta, e as dificuldades nos desmotivam, a sua vinda é celebrada com fervor pelos devotos que confiam suas necessidades a Ele. Sabemos que Ele nos dá a força necessária para bem vivermos as provações do mundo, e sua vinda nos concede os dons necessários para bem esperarmos as promessas de Cristo.

“Vós nos concedeis, a cada momento, o que mais nos convém; e conduzis a vossa Igreja por admiráveis e diversos caminhos.
Vós não cessais de ajudá-la com a força do Espírito Santo para que, submissa à vossa vontade, jamais deixe de invocar-vos na tribulação nem se esqueça de louvar-vos na alegria, por Cristo, Senhor nosso. ”

Prefácio do Espírito Santo II: O Espírito Santo, a alma da Igreja.
MISSAL ROMANO. 1ª edição. São Paulo: Paulus, 1992.

 Uma comunidade que pede a vinda do Espírito Santo é uma comunidade que confia na intercessão divina. E nesta confiança, contamos com a proteção de Maria, mãe e intercessora, que vem junto ao Divino ouvir nossas preces, e cuidar de nossa paróquia. Quantas vezes corremos a nossa mãe para que ouça nossas dificuldades, para que nos ajudem em nossos momentos difíceis, nem que seja no papel de quem apenas ouve e acalma o coração angustiado. Maria tem a graça do Espírito Santo, porque desde a concepção ela é cheia do Espírito Santo. A Igreja em nela confia, e como em Pentecostes, reza com ela pela vinda dos dons em cenáculo. Com seu exemplo de confiança em Deus, ela sustenta nossa fé e protege a Igreja que caminha nessa terra.

“Recebendo aos pés da cruz o testamento da caridade divina, assumiu todos os seres humanos como filhos e filhas, renascidos para a vida eterna, pela morte de Cristo.
Ao esperar com os Apóstolos o Espírito Santo, unindo suas súplicas às preces dos discípulos, tornou-se modelo da Igreja orante.
Arrebatada à glória dos céus, acompanha até hoje com amor de mãe a Igreja que caminha na terra, guiando-lhe os passos para a pátria, até que venha o dia glorioso do Senhor. ”

Prefácio Virgem Maria 3: Modelo e Mãe da Igreja.
MISSAL ROMANO. 1ª edição. São Paulo: Paulus, 1992.

A Comunidade que pede e espera se une em uma grande família de fiéis que creem no poder do Espírito Santo e na intercessão da Mãe Maria, também se une para formar e dar vida a esta paróquia. Como Igreja que reza e confia, ela celebra a certeza de estar no caminho da salvação, enquanto segue nossos pastores e vive os sacramentos que a ela são oferecidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here