Arrependimento x remorso: um silencioso diálogo entre São Pedro e Judas

A diferença entre arrepender-se de verdade e se desesperar

0
387
Guercino - Domínio Público / Creative Commons

Teria havido, certa vez, um diálogo silencioso entre São Pedro e Judas, o traidor:

– Se tu, Judas, em vez de te enforcares, tivesses procurado Jesus para confessar a tua covardia, dizendo “Cometi um grande crime, mas estou arrependido. Perdoa-me”, Jesus te teria perdoado.

Pausa.

Pedro lembrou-se então da cena no pretório de Pilatos, na Quinta Feira Santa… Sua negação. O olhar de repreensão que Jesus lhe dirigiu quando foi levado de um juiz para outro. Das lágrimas de arrependimento que não pararam de correr pelas faces, a ponto de formar dois sulcos…

E continuou:

– Judas, eu fiz coisa pior. Neguei o nosso Mestre. Neguei-O três vezes. Sou muito mais culpado que tu.

E Pedro, ainda com os olhos marejados de lágrimas, prosseguiria:

– A diferença é que eu chorei arrependido. E tu tiveste remorso, apenas. Achaste que não tinhas perdão. Por que desconfiaste da misericórdia de Jesus?


 

Do Boletim do Padre Pelágio, via blog Almas Castelos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here